Recomeçar e seguir em frente

Fala galera, tudo bem? Mandem sugestões de temas pelo instagram ou pelo facebook, sempre que quiserem.


Não sei como é para vocês, mas na minha vida, tive que começar e recomeçar várias vezes; desde relacionamentos e profissões à metas e objetivos; e caraaaaaaa, muitas vezes doeu...


Doía mais antes, nas primeiras vezes que passei por essa experiência, de que a vida não é como nos contos de fadas, quando o único jeito para não desistir da minha própria vida era desistir de uma ou mais convicções, e investir em outras. Aceitar o FIM de uma convicção, de algo que coloquei como: IDEAL, me gerava conflitos e confusões intensas.


Mas em determinado momento da vida, entendi que começar e recomeçar faz parte de várias fases, fases curtas, médias e longas. Não adianta fugir disso, pois lidar com desapego, fins, cortes e mudanças em geral, pode ser algo completamente doloroso se não aceitarmos os recomeços.


O problema maior, é ser pega de surpresa todas as vezes e não aprender muito com cada experiência, então minha dica é: determine-se, ao passo que você experimenta esse movimento de desapegar (soltar) de algo e aplicar seu foco em outro lugar (energia), até ACEITAR que todo começo tem um fim. (Sei que é duro, eu chorei para 1krl quando entendi isso também, sorry por desromantizar a vida).


Em outras palavras: Sempre que sofrer por lidar com fins, aplique determinação na aceitação, criando ações de mudança em cadeia, ou seja, uma ação após a outra, construindo o recomeço, até que se consolide.

Não adianta ficar só no plano mental, tem sempre que unir o mental e o físico, por isso: pensou na mudança, agiu pela mudança; senão você frita sua mente e estagna o corpo ainda mais no apego.


Presa em uma zona de conforto que nem me fazia bem; muitas vezes fiquei atolada nisso, dias e dias, meses e meses, dando voltas em mim mesma, procrastinando ações, evitando decisões, insistindo em algo que meu coração já havia desistido, falando para mim que tenho que fazer coisas e ao mesmo tempo me dando desculpas para não fazer, sentindo culpa e raiva disso, um esgotamento físico, cansaço constante, enfim, lidar com fins, desapegar, aceitar a ideia de que só existe outro caminho foi um grande exercício na minha vida, até mesmo porque, sou dessas personalidades intensas e emotivas!


Mas, hoje em dia não suporto mais minutos em sofrimento desse jeito, rs, aceito o fim/recomeço. Por hora, todos os que tem me testado, tenho me saído bem! Graduei em desapego, rs.

Vai saber se a vida mandará um APEGO grande para eu sofrer ainda, continuarei firme na AUTO OBSERVAÇÃO e PRÁTICA para ACEITAR, com certeza.


Eu treino isso no meu dia a dia, evitando paixões, na verdade, vivo as paixões de forma mais fria, como a filosofia do fogo de Pyrena, que é o fogo "frio" da vontade, da certeza, da clareza, e não do impulso emocional, que vai do choque à altas temperaturas, até explosões!


Tô fora, prefiro alimentar dia a dia o desapego e a aceitação, sabe? Isso me ajuda nessa arte de recomeçar, de estar sempre pronta para uma mudança brusca ou gradual na profissão, no relacionamento, nas direções da vida, e até mesmo nas próprias crenças, se for necessário.


Fico por aqui, Bubunation! Se curtiu, pode compartilhar :)



4 visualizações

CNPJ: 17.660.517/0001-00

Tel (12) 98825 8181

  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram