Descubra quais aspectos te tornam mais suscetível a relações abusivas.

Atualizado: Fev 1

Olá, grata pela visita ao blog! E vamos ao tema!


Em teoria, deveríamos reconhecer um abuso assim que ele inicia, mas a verdade é que todo abuso que passamos tem relação com alguns aspectos permissivos de nossa personalidade, e na maioria das vezes, não percebemos e nem reconhecemos isso. É muito importante que você reconheça esses aspectos, pois uma vez que você os trata, também cessa os abusos que outros tentam cometer com você.


Nada justifica o mal estar causado pelos abusos, mas com certeza, é sempre hora de olhar para dentro do próprio coração, e se perguntar: PORQUE ESTOU ME PERMITINDO PASSAR POR ISSO?! O QUE EM MIM ESTÁ FRÁGIL AO PONTO DE PERMITIR QUE EU ME APEGUE EM RELAÇÕES ABUSIVAS?!

Agora veja que legal! Eu criei um teste para você descobrir exatamente isso, se você é um alvo fácil para abusadores. A ideia é te ajudar a reconhecer o que você precisa cuidar com carinho em si para não se deixar enganar pelas suas próprias dores, e ter mais facilidade para cessar e se blindar contra relações abusivas.


O melhor meio para viver sem abusos, primeiramente, é não ser uma pessoa abusadora, não ser a pessoa que causa as situações de abuso, nem tão pouco a pessoa que vive de vinganças dos abuso que recebe; aquele tipo que comete um, e se permite outro, não seja assim!!


Depois, você precisa entender o que em você PERMITE ABUSOS, e isso sempre tem relação com como você lida com seu AMOR PRÓPRIO, AUTO ESTIMA, AUTOCONFIANÇA E AUTOCONHECIMENTO, em todos os níveis, tanto com os cuidados do corpo, quanto da mente, emoções e sentimentos. Por exemplo: quando ficamos muitos tristes, tendemos a esquecer de beber água, e/ou perdemos a disposição para praticar aquela boa atividade física que nos traz bem estar.


Por isso, não minimize nenhum tipo de abuso, todos são relevantes e devem cessar de imediato, o casal deve sempre estar disposto a reconhecer e mudar rapidamente, antes que o relacionamento se torne uma arena de lutas.


Mais um fator muito importante a considerar, é que: traumas de infância com as figuras protetoras (pai e mãe, ou representantes dos mesmos), comumente, geram incertezas no amor próprio, auto estima, autoconfiança e autoconhecimento, logo, como pode imaginar, isso também te torna uma pessoa mais suscetível a relações abusivas.


Ou seja, aquele problema mal resolvido com o papai, mamãe, ou com ambos, pode sim ser gatilho para você entrar em relacionamentos abusivos, simplesmente porque, inconscientemente, usamos a relação dos nossos pais como referência para nossas relações, tanto a relação que temos com eles, quanto a própria relação dos mesmos também se torna uma referência para nós.


Espero que esse artigo tenha te ajudado, agora faça o teste para entender as portas de entrada dos abusos que existem em você, clique aqui. Leia a descrição inicial antes de iniciar, você receberá uma cópia das respostas no seu e-mail. Compartilhe o post do blog com seus contatos, bora espalhar boas informações!




13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CNPJ: 17.660.517/0001-00

Tel (12) 98825 8181

  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram